Olá amiga(o)tudo bem? Quero agradecer pela sua visita a este espaço. Este blog é um lugar de amizade e informação entre pessoas. Que ele seja um lugar da mais Alta Shalom do Eterno. Desde Sião, que chuvas de bençãos caia sobre voçê e os seus amados. Que O Eterno D'us lhe exalte e bendiga! ✡ALESSANDRO MARTINS PAULA ✡: Março 2013

terça-feira, 26 de março de 2013

EM PESSACH, O DESAFIO NÃO É SAIR DO EGITO, É HASHEM QUE COM MÃO FORTE TIRA SEU POVO. CHAG PESSACH SAMEACH LEKULAM!!

A história nos conta que aquela geração saiu de corpo do Egito, mas suas almas e desejos continuaram lá e juntos pereceram no deserto. Liberdade ou morte? A grande questão nos colocada aqui, é a da passagem=pessach=mudança de mentalidade e pensamento, de filosofia e culto, da egocentricidade que tem que sair de nossas cabeças e corações! É uma luta travada dentro de nós mesmos a fim de nos libertar, o tempo todo contra eu, eu que não quero o caminho a seguir por Moshe Rabeinu,(não quero saber dos conselhos dado por nossos Patriarcas e Profetas) eu que não quero a aliança feita no Sinai,(não quero saber da Toráh e suas mitsváh) é o meu inimigo eu. Agora separando do cordeiro, a gordura dos miúdos e o sinal para pintar os umbrais das portas. O que nós almejamos, com nossa mentalidade caída de escravos da secularidade e servos de Faraó, é as cebolas do Egito e os seus deuses. Se HaShem por sua infinita bondade não nos livrasse deste Egito (helenização de nossa era) nós pereceriamos como escravos deste sistema que nos aprisiona. Por isto sempre este mandamento: "Lembrem se que fostes escravos no Egito." Tantos outros feitos maravilhosos, em que Adonai livra seu povo para nos recordarmos, mas não, o mandamento nesta época é justamente este: Lembra te! É para não nos esquecermos, ano após anos e ensinarmos a nossa posteridade, como HaShem jurou aos nossos Patriarcas que nos libertaria e nos conduziria, por nós mesmos, a nossa terra prometida. Meu desejo a todos, é que sigamos o que Ha Kadosh Baruchu nos ordenou, a nos lembrarmos e não perecermos no deserto desta nossa vida, mas que através dele, possamos fazer este Pessach=passagem e chegar a nossa tão sonhada Terra prometida. Chag Pessach Sameach lekulam

!!

domingo, 10 de março de 2013

A VERDADE VIROU MENTIRA, E A MENTIRA IMPERA, COMO SE FOSSE A VERDADE.

O mundo passa pela maior crise de sua história, porque a verdade virou mentira e a mentira impera, como se fosse a verdade e as pessoas alienadas pela mídia mentirosa e tendenciosa, não tem mais o poder de estudar os fatos e decidir em que lado estão. O maior fato e chave de toda esta história, que vemos se desenrolando, é a de um ativista pró comunista-socialista e convertido ao islamismo, chamado Barack Husseim Obama. Alguém o conhece? Acho que poucos, porque como ele se apresentou a América e ao Mundo, era uma outra pessoa. Se mostra como sendo salvador da América e amigo de Israel, e o povo o idolatra assim mesmo: “Senhor e Salvador Barack Obama!” Mas nos seus atos de política sempre faz o contrário, a começar pelo seu minístério de governo, que só tem nomeado pessoas pró fraternidade muçulmana e marxistas roxos. Este cara odeia a América e odeia Israel, o problema é que ele não diz isto, e a vista da imprensa, jura amor pela América e seus aliados, só que na realidade, a América nunca esteve tão afastada de seus aliados, como agora neste governo. Bem, a sua candidatura na América é uma fraude, porque este senhor não é quem demostra ser, que os tribunais americanos vem investigando e a coisa não vai terminar bem, o problema é que até a coisa se desenrolar, leva tempo, e tempo é crucial para a questão do problema Atômico no mundo. E além disto, Barack Obama tem prestado uma extensa folha de serviços aos extremistas islamicos, são bilhões de dólares em ajuda financeira e armas a Fraternidade Muçulmana, rebeldes de todos os lados, inclusive da Al-Qaeda, o problema é que ninguém ao menos sonha com isto, eu falo das massas. Só que com Kim Jong Un não é assim, sempre acostumado a ganhar guloseimas da América, quem se lembra do governo de Bill Clinton, que levou presentinhos aos ditadores, para acalma-los? Pois quanto ao Irã, Barack Obama entende que é um problema de Israel se defender, e que vai usar isto como lhe aprouver, inclusive agora, segurando Israel de atacar o Irã, dando tempo aos iranianos de desenvolver as armas atômicas. Enfim, Barack Obama vai empurrar Israel para uma curva de bico, em que ataca ou vai ser atacado, Israel não tem mais opções a lidar, só a de desobedecer o seu maior aliado(?) e é claro, depois vem o “Salvador: Barack Husseim Obama”, com sua retórica de salvação do mundo, acusando Israel de ter se defendido e não ter perecido. É sempre assim, na mentalidade deles, Israel é culpado por viver e existir!